CAX rafaelbueno

O parlamentar repudia as declarações da secretária vazadas nesta sexta-feira (14/07)

O vereador Rafael Bueno/PDT, encaminhou na manhã desta sexta-feira (14/07) uma nota de repúdio à secretária Municipal de Esportes e Lazer de Caxias do Sul, Marcia Rohr da Cruz, em virtude das declarações dela em um áudio vazado.

Na oportunidade, durante uma reunião com sobre o Fiesporte, a Secretária classificou o projeto como uma “imundícia”, e taxou os participantes como desocupados dizendo que não vai "ficar se incomodando com essa gente que não tem o que fazer!".

No ofício encaminhado, o parlamentar lamenta a declaração da secretária. “Dar esse nome a um projeto reconhecido nacionalmente e que tira da rua, milhares de crianças e apresenta a elas um mundo diferente da criminalidade e da drogadição, é no mínimo uma atitude amadora”, escreveu o Vereador. No final do documento, o autor também sugere ao Prefeito Daniel Guerra que exonere a secretária. “Além de repudiar e lamentar, sugiro ao Senhor Prefeito que a Secretária Marcia Rohr da Cruz seja exonerada, para que assim ele possa mostrar o mínimo de respeito e preocupação com o esporte caxiense”, ponderou o parlamentar.

Confira, na íntegra, a nota de Bueno: 

À Secretária Municipal de Esportes e Lazer Sra. Marcia Rohr da Cruz


NOTA DE REPÚDIO


O vereador que a presente subscreve, apresenta esta nota de repúdio à Secretária Municipal de Esporte e Lazer, Marcia Rohr da Cruz, pelas declarações vazadas em áudio na última sexta-feira (14/07). 
É inadmissível que uma Secretária Municipal, de uma cidade com o tamanho e importância de Caxias do Sul, classifique o Fiesporte como uma “imundícia”. Dar esse nome a um projeto reconhecido nacionalmente e que tira da rua, milhares de crianças, e apresenta a elas um mundo diferente da criminalidade e da drogadição, é no mínimo uma atitude amadora. Não bastasse tal declaração, gravada em áudio, a secretária confirma a sua fala em entrevista à Rádio Gaúcha Serra, reconhece sua voz e completa dizendo “que imundícia é uma palavra ainda bem carinhosa com essa situação”. 
Este não é o primeiro escândalo em que a secretária é o personagem principal, desde sua posse o esporte caxiense vem sendo desgastado e tratado como deboche, tanto pela titular da pasta, quanto pelo Prefeito Daniel Guerra. Por tanto, além de repudiar e lamentar, sugiro ao Senhor Prefeito que a Secretária Marcia Rohr da Cruz seja exonerada, para que assim ele possa mostrar o mínimo de respeito e preocupação com o esporte caxiense. 

Vereador Rafael Bueno - Líder do PDT na Câmara
Caxias do Sul, 14 de julho de 2017.

14/07/2017 - 11:41
Gabinete do Vereador Rafael Bueno/PDT
Câmara Municipal de Caxias do Sul
As matérias publicadas neste espaço são de total responsabilidade dos gabinetes dos vereadores. 

TOIGO 1abbbee

Ideia é contar com egressos das forças armadas para auxiliar no policiamento comunitário

 

Preocupado com a crescente insegurança, o vereador Gustavo Toigo/ PDT entregou nesta segunda-feira (10/07) ao comandante militar do Sul, general Edson Leal Pujol, sugestão de criação da Força Militar Comunitária. Trata-se de proposta para contar com egressos das forças armadas para amenizar o baixo efetivo não só em Caxias do Sul, mas em todo o Rio Grande do Sul. A ideia também já foi apresentada ao governador, José Ivo Sartori/ PMDB.

O plano é uma parceria inédita entre prefeitura, Estado e União, por meio do Exército, para contratação dos soldados após o término do cumprimento do serviço militar obrigatório. A ideia é que Caxias do Sul sedie um projeto-piloto, projetando a futura expansão a outros municípios.

“Entendemos a realidade financeira enfrentada pelo Estado, e acreditamos que as parcerias são um caminho para enfrentar essa situação. Nossa ideia é lançar a alternativa para incremento da segurança, um clamor da sociedade que não podemos medir esforços para atender”, argumenta o vereador.

O contingente atuaria ao lado da Brigada Militar (BM), junto ao policiamento comunitário. Como remuneração, os soldados receberiam três salários mínimos, providos por município, Estado e União. 

Os egressos do quartel passariam por preparação intensiva junto ao Sistema “S”, aos moldes do projeto Soldado Cidadão. Além de servir à comunidade, os soldados teriam a oportunidade de recolocação no mercado de trabalho, uma vez que já possuem conhecimentos técnicos a respeito de armamentos e noções de hierarquia e disciplina.

Pujol esteve em Caxias para a reunião-almoço da CIC. Ao receber o documento, o general elogiou a iniciativa e disse que a proposta será estudada.

Os vereadores Edson da Rosa/PMDB e Flavio Cassina/PTB também participaram do encontro.

10/07/2017 - 18:06
Assessoria do Gabinete do Vereador Gustavo Toigo/PDT
As matérias publicadas neste espaço são de total responsabilidade dos gabinetes dos vereadores. 

TOIGO ed66c216fd71d67c09ba35a9456eba94

No Grande Expediente desta terça-feira (04/07) o vereador Gustavo Toigo/PDT abordou o projeto de lei 49/2015 que institui o Programa de Recuperação e Manutenção Comunitária de Parques e Praças Esportivas (Recupera). Trata-se de uma iniciativa que visa à execução de obras em espaços públicos de lazer com a participação também da comunidade, possibilitando que os cidadãos se engajem no cuidado.

“Muitas vezes a comunidade quer fazer uma ação, e não há legislação que a ampare. Mas não quer dizer que o município vá se eximir da fazer manutenção, pelo contrário. O que queremos é ter áreas de lazer bem cuidadas, equipamentos tão vitais para a comunidade como um todo”, argumenta o pedetista.

Na segunda-feira (03/07), Toigo apresentou o projeto de lei à titular da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SMEL), Marcia Rohr da Cruz, que destacou que a ideia segue as diretrizes do que pensa a secretaria.

A expectativa de Toigo é de que, ao possibilitar a participação recíproca do Poder Público e da comunidade, ocorra a promoção e a integração na otimização dos serviços públicos de esporte e lazer. 

04/07/2017 - 11:13
Gabinete do Vereador Gustavo Toigo/PDT
Câmara Municipal de Caxias do Sul
As matérias publicadas neste espaço são de total responsabilidade dos gabinetes dos vereadores.