cultura

Durante dois dias, trabalhistas ligados à cultura e às diferentes identidades do povo brasileiro  participaram de painéis sobre a história dos ideais de nomes como Leonel Brizola e Darcy Ribeiro e debateram o futuro do PDT durante o 1º Congresso Estadual do Movimento Cultural Darcy Ribeiro (MCDR) do Rio Grande do Sul, que aconteceu nos dias 1 e 2 de dezembro na sede do PDT em Porto Alegre, e que serviu também para eleição e posse do Diretório e da Executiva Estadual do MCDR no Estado e também das vice-presidências regionais. 

Com a presença do presidente nacional do MCDR, o cearense Roberto Viana Júnior, no sábado, primeiro dia de Congresso, foram formados grupos de trabalho que se reuniram para elaborar propostas para avanços do trabalhismo no Estado e no país. Depois, os membros do MCDR debateram diferentes temas como Cultura, Educação e Escola Sem Partido, Plataforma Digital, e de valorização dos artistas regionais e locais, com ampla participação dos presentes que apresentaram diversas ideias para fortalecimento do partido e do movimento.

Já no domingo foi realizada a Assembleia Geral com a votação do novo Diretório e Executiva Estadual do MCDR que anteriormente contava apenas com Comissão Provisória no estado.  Além disso, foram apreciadas as propostas apresentadas pelos grupos de trabalho. Neste dia, o 1º Congresso Estadual do MCDR contou com a presença de presidentes e representantes da Ação da Mulher Trabalhista (AMT), da Juventude  Socialista (JS), do Movimento Comunitário Estadual, e do Movimento dos Professores do PDT.


Lauri Bernardes é o novo presidente do MCDR no Rio Grande do Sul

Com somente uma chapa apresentada, o secretário-nacional do MCDR, Lauri Bernardes foi eleito presidente do movimento no Rio Grande do Sul, tendo Irma Lizot como sua vice-presidente e Gilmar Goulart como secretário-geral e Dogival Duarte na Tesouraria, além dos demais integrantes listados abaixo.

Historiador e militante histórico do PDT, além de um dos fundadores do MCDR no país, Lauri Bernardes foi imediatamente empossado pelo presidente nacional Roberto Viana Júnior que destacou a lealdade de Lauri às causas do trabalhismo. “O MCDR no Rio Grande do Sul será presidido por um incansável trabalhista que está empenhado na luta contra os atrasos neoliberais que hoje atingem o país e na construção de um PDT cada vez mais próximo daqueles ideias de Leonel Brizola e Darcy Ribeiro”, afirmou o presidente nacional dando posse à nova Executiva e Diretoria do MCDR no Dia do Samba, que é 2 de dezembro.

A nova Executiva do MCDR/S

Presidente: Lauri Bernardes
Vice-Presidente: Irma Lizot
Secretário-Geral: Gilmar Goulart Pinto
Secretaria Adjunta: Ariane Anne Marchner
Tesoureiro: Dogival Duarte
Secretario de Formação Política: Wendel Pinheiro
Secretaria de Cultura: Jorge Eremites de Oliveira
Secretaria de Comunicação Social: Barbara Camargo
Secretário de Nucleação: Jorge Artur Rodrigues
Secretario de Mobilizacao: Rodrigo Maurer
Consultor Jurídico: Saadia Martins
Vogais: Nubia Dutra  e Nei Reck

Vice-presidentes regionais

Vice-presidente Metropolitana: Juruna Falk
Vice-presidente de Caxias do Sul : Alexandra Ribas
Vice-presidente : Fronteira Oeste – Liomar Ribas
Vice-presidente  - 19º Região Celeiro – Eurico Zancan
Vice presidente Fronteira Sul: Jose Fialho

Att,

Guilherme Darros
Jornalista / Redator / Produtor de Conteúdo
(51) 98433-2123

Bruno Ribeiro

 

Att,

Guilherme Darros
Jornalista / Redator / Produtor de Conteúdo
(51) 98433-2123

Criado para defender e fomentar a cultura como ferramenta de emancipação social em todo o país, o Movimento Cultural Darcy Ribeiro (MCDR) do PDT realizou seu I Encontro Estadual no Rio Grande do Sul no sábado, 25 de agosto, na sede estadual do partido, e que contou com a participação de diversas lideranças trabalhistas, além de protagonistas da cultura gaúcha. No encontro foram referendados ainda os 12 princípios do MCDR que poderá nortear políticas públicas para a cultura.

movimento darcy ribeiro

Além da direção nacional do MCDR, o presidente estadual do PDT e deputado federal, Pompeo de Mattos também participou e enfatizou a importância do movimento para que o partido recupere espaços que perdeu ao longo dos anos após a morte de Brizola. Já para o presidente nacional do MCDR, Roberto Viana Júnior, o MCDR faz cultura com importantes ferramentas . “Nós representamos um projeto de Nação, que valoriza a cultura”, afirmou Viana.

O secretário-nacional, Lauri Bernardes, fez questão de lembrar a importância da construção do PDT como um partido ideológico, ligado aos ideias de nomes como Leonel Brizola, Alberto Pasqualini, e claro, Darcy Ribeiro. “O brasileiro precisa compreender sua identidade para que possa se emancipar socialmente. É para isso que o MCDR trabalha”, disse Lauri. O coordenador de formação política do movimento fez ainda Wendel Pinheiro fez ainda uma avaliação da conjuntura política nacional, reforçando a chance que o PDT tem de crescer de forma consistente no pleito deste ano.

Roberto Viana Junior deu posse à comissão de trabalho que ficará responsável legal para chamar o primeiro Congresso Estadual do movimento. Composta pelos membros: Jorge Eremides como secretário de assuntos indígenas e quilombolas, Bianca Bertolucci secretária de comunicação, Tiago Maciel dos Santos secretario de mobilização, secretaria de relações institucionais Marcus Cunha, secretaria de formação política Wendel Pinheiro, secretaria adjunta Ariane Anna Marchner, secretario geral Gilmar Goulart Pinto e presidente Lauri Bernardes. Em seguida a posse coletiva das Comissões Provisórias dentro do que rege o primeiro Estatuto da Nacional aprovado no dia 29 de maio no Rio de janeiro: São Leopoldo, Passo Fundo, Campos Novos, Santa Cruz, Campo Bom, Igrejinha, Itaquí, São Borja, Canela, Bento Gonçalves e Espumoso.

Na fala Bernardes propôs o primeiro congresso do movimento ainda para esse ano, houve a indicação para o dia primeiro de dezembro, aprovado pela maioria. Disse também o presidente empossado que um dos primeiros atos será convidar o presidente do Movimento Socialista de Cultura Darcy Ribeiro para unir esforços e juntos fazer esse congresso em nome da cultura do Rio Grande do Sul.


#CiropresidenteBrizolapresente12!

Sao Gabriel MCDR 2

Um novo organismo de mobilização de militância e propagação doutrinária inicia seus primeiros passos no PDT de São Gabriel. Trata-se do Movimento Cultural Darcy Ribeiro, constituído nacionalmente desde 2016 como um departamento interno da legenda, voltado à propagação do Trabalhismo no âmbito da cultura e da Educação. Nesta terça-feira,23 de janeiro, esteve em São Gabriel o Presidente Nacional do Movimento Darcy Ribeiro,  o cearense Roberto Vianna, e o secretário nacional do movimento, Lauri Bernardes, gaúcho do Vale dos Sinos, ex-redator do Jornal “O Imparcial” nos anos 90, constituindo a Comissão Provisória do movimento em São Gabriel.

A presidente municipal do PDT, Juliana Medeiros, ressaltou a importância da iniciativa, que visa contribuir com o fortalecimento do partido e com a defesa dos valores trabalhistas. “O PDT tem tradição em manter organizações muito ativas de sua militância, como por exemplo a Juventude e a Ação da Mulher Trabalhista. O Movimento Darcy Ribeiro vem pra somar, no campo da cultura e das artes, difundindo os valores do Trabalhismo e o fortalecimento de sua identidade”, assinalou.  O presidente do movimento em São Gabriel é o escritor e pastor Cláudio Moreira, tendo como vice o empresário e desportista Pablo Bragança, e como membros fundadores Igor Silveira, João Iuri Veloso, João Silveira, Edjor Borges, Solano Costa, Milena Taffarel, Paulo José, Amanda Hickmann e Valéria Cachapuz. “O Movimento Darcy Ribeiro é um espaço partidário para a defesa dos princípios trabalhistas no campo cultural, e está aberto a todos os que tem propósito de cooperar com esta causa”, destacou Moreira. “Estamos semeando núcleos do Movimento em todo o Brasil, e entendemos que é desta forma que vamos avançar dentro do debate político e cultural que o país precisa travar”, ressaltou o presidente nacional do movimento, Roberto Vianna.